logo

publicado em:5/11/18 2:27 PM por: Viana Patricio B Neto

Em período recente, a área de Planejamento Urbano e Regional e Demografia da CAPES tem ampliado seu número de programas, linhas de pesquisa e, sem dúvida, novos temas e interesses que a distinguem positivamente e em complexidade das características observadas quando de sua origem. Persiste, entretanto, a nucleação dessas novidades em Programas de Pós-Graduação vinculados a uma das suas três subáreas: planejamento urbano, desenvolvimento e demografia. O diálogo entre elas, acredita-se, segue desejado e considerado potencializador para as atividades da Área. Entretanto, reconhece-se, esse diálogo, aquilo que aqui chamamos de uma “conversa com a outra”, nem sempre é observado. Os palestrantes buscarão identificar as razões para essa situação, suas implicações e eventuais encaminhamentos para um realinhamento. Mais que uma simples conversa entre as subáreas por indicação institucional e o modo como nos representamos e nos posicionamos no meio da pós-graduação brasileira, há uma preocupação com a real aproximação entre os programas e suas comunidades. Em princípio, acreditamos que a intensificação dessa conversa contribuiria para a consolidação da Área nas discussões da CAPES, fortalecendo posições de um conjunto de quase cinquenta programas de pós-graduação. Sua ausência, por sua vez, reduziria a desejada experiência interdisciplinar e fragiliza o próprio propósito inicial de criação e consolidação da Área. Os debatedores discutirão essas questões à luz de suas experiências junto às instituições de fomento e de avaliação brasileiras, assim como de seus trabalhos científicos. Esta é uma discussão que deve interessar aos integrantes da comunidade docente e discente dos aproximadamente 50 programas da Área de Planejamento Urbano e Regional e Demografia. Questões como convergência, complementaridade, cenários passados, presente e tendência deverão guiar o debate.





Comentários