logo

publicado em:11/02/19 4:06 PM por: Viana Patricio B Neto

O bairro de Mãe Luiza originou-se da ocupação de parte das dunas que limitam a cidade nas proximidades do litoral. Embora situada em área valorizada, essa sempre foi uma das áreas mais carentes e violentas da cidade.

Na busca por alternativas de soluções para as questões da violência, educação e saúde, em processo participativo, o Centro Sociopastoral Nossa Senhora da Conceição e a população local decidiram pela construção de um ginásio que abrigasse atividades esportivas, didáticas, culturais ou simples recreação.

Patrocinado pela Fundação Ameropa, em iniciativa filantrópica, a Arena do Morro tem a assinatura do escritório dos arquitetos suíços Herzog & de Meuron. De fato, o ginásio integra uma proposta de intervenção urbana mais ampla, que os arquitetos intitularam “Urban vison for Mãe Luiza”. Essa proposta aposta na ideia de que uma série de lugares e equipamentos, que sejam efetivamente ocupados pela comunidade, traduzem o “poder coletivo” que as intervenções urbanas/arquitetônicas podem exercer na transformação dos locais onde se concretizam, à semelhança do que aconteceu em Medellín, na Colômbia.

A partir da apresentação das intervenções, de visitas aos equipamentos já executados e do contato com a realidade local, a oficina objetiva provocar reflexões sobre a experiência de Mãe Luiza e sua possível irradiação para outras localidades que experimentam problemas semelhantes.

A programação inclui palestras, discussões e depoimentos de arquitetos que acompanharam as obras (Lúcio Dantas e Verner Monteiro), de representantes do centro sociopastoral (Dr. Ion de Andrade, presidente) e de representantes da comunidade, incluindo instrutores das atividades.

ATIVIDADE REALIZADA NO DOMINGO, DIA 26 DE MAIO DE 2019.

NÚMERO DE VAGAS: 40.





Comentários