logo

publicado em:27/11/18 4:06 PM por: Viana Patricio B Neto

Na pressa do cotidiano, entre carros do infindável tráfego que vários natalenses enfrentam na travessia da Ponte Newton Navarro, não podem imaginar que em seu insuspeitado vazio aquele monumento abriga vidas e memórias. No íntimo dos seus pilares, estão marcados os nomes dos que já passaram e ainda estão por lá, na companhia dos ruídos dos carros, das chuvas e de suas próprias vozes, ecoando no breu profundo de toda extensão de suas casas.

PILARES VIVOS revela a contradição em torno de um dos principais cartões postais da cidade de Natal, a Ponte Newton Navarro. O mesmo monumento, motivo de atração turística e símbolo de imponência, e que por muitos anos foi alvo de escândalos de corrupção de superfaturamento, guarda dentro de si o testemunho vivo do descaso. Seus pilares, convertido em habitat invisível, reduz seus moradores em situação de rua ao seu último grau de vulnerabilidade. Há quem diga que o belo está nos olhos de quem vê e, para Maria, moradora do pilar, uma das mais belas coisas é observar a lua cheia do seu quintal em uma noite fria na praia da Redinha.

O projeto fotográfico propõe expor a realidade dos moradores dos pilares da Ponte Newton Navarro, reproduzindo a atmosfera de suas moradias, por meio de uma ambientação que simula algumas das condições de dentro do pilar. O convite fica para os dispostos a sair da sua zona de conforto, percebendo-se naqueles cenários ou confrontando seus sentimentos mais obscuros: quais semelhanças inquietantes partilhamos com aquela realidade aparentemente tão distante?

Jessica Bittencourt (jessicabitt05hotmail.com)

Arquiteta e Urbanista pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN, 2016) com graduação sanduíche pela University of Manitoba (Canadá, 2013-2014) no curso de paisagismo (Environmental Design). Pesquisadora com foco em sustentabilidade e habitação de interesse social, área que a levou a descobrir, ainda na graduação, o seu interesse por fotografia. 



A última modificação foi feita em:abril 3rd, 2019 as 7:47 pm




Comentários